Sem categoria

HEY, THAT’S ME!

One Direction

A mesma pessoa que disse à mãe que já tinha bilhete para ir ver os Muse, em Maio, foi a mesma que disse que ia tentar juntar dinheiro para ir ver os Il Divo em Junho, isto tudo enquanto ouvia Richie Campbell e planeava uma estratégia para juntar dinheiro para dois bilhetes para os The Cure, em Novembro. Isto tudo quando essa pessoa já anda a sonhar com o anunciado álbum dos The Last Shadow Puppets e continua a sofrer por saber que não pode ir aos concertos do Hozier, da Florence, da Rádio Comercial, da Ana Moura, dos Eagles of Death Metal, etc., etc….


Eu preciso de controlar esta minha relação com a música, não preciso?

12 Comentários

  • Reply
    Tim
    28/12/2015 at 19:39

    Não precisas nada, precisas que alguém te dê os bilhetes xD

  • Reply
    Andreia Ribeiro
    28/12/2015 at 20:07

    Eu acho maravilhoso o facto de gostares de todo o tipo ou praticamente todo o tipo de música.

    • Reply
      Sofia
      29/12/2015 at 12:10

      E isto não é nada ahahah

  • Reply
    WhitePage
    28/12/2015 at 21:42

    Não precisas, é realmente fascinante saber que ainda existem pessoas que podem ter um gosto tão versificado 🙂

    • Reply
      Sofia
      29/12/2015 at 12:13

      Não me conseguia limitar a um ou dois estilos de música 🙂

  • Reply
    Carolina.
    28/12/2015 at 21:47

    Eu acho que só assim uma relação é completa: sendo diversificada e nada monótona 🙂

    • Reply
      Sofia
      29/12/2015 at 12:13

      Boa resposta ahahah

  • Reply
    Olívia M.
    28/12/2015 at 22:24

    Esquece, em 2016 vêem demasiadas pessoas importantes na música a Portugal! ASSIM NÃO DÁ!

    • Reply
      Sofia
      29/12/2015 at 12:14

      Uma pessoa sofre (e a carteira também)!

  • Reply
    Owlonmars
    29/12/2015 at 11:47

    Como te entendo!

    • Reply
      Sofia
      29/12/2015 at 12:16

      É muito complicado :c

share your theory

%d bloggers like this: