Sem categoria

SÓ PODIA SER LISBOA

De Lisboa.
Não sei como mas, por vezes, esqueço-me do facto de que vivo numa das cidades mais bonitas do mundo. A sério, esqueço-me mesmo. Mas hoje, enquanto ia do Rato para o Príncipe Real, tive vontade de fotografar tudo quanto era edifício. E depois, quando descia do Príncipe Real até ao Chiado, a sentir aquele calorzinho agradável e a admirar a luz de Lisboa, aquela luz que parece diferente da luz de qualquer outro lugar do mundo, parei. Parei mesmo. Fiquei ali junto ao Teatro da Trindade a olhar para o Tejo lá muito ao fundo.
Vivo numa das cidades mais bonitas do mundo. Não conheço assim tantas, eu sei, mas Lisboa é das mais bonitas. Não preciso de conhecer o mundo para o saber. Quando sonhava com esta cidade nunca imaginava que ela me ia ocupar assim o coração. Mas agora percebo cada vez melhor aquilo de deixarmos um bocadinho do nosso coração nos sítios onde somos felizes. E ainda mais nos sítios que considerámos casa, no sentido mais verdadeiro e bonito da palavra.
A Ana dizia ontem que somos sempre de todos os lugares. De uns mais que outros, mas sempre de todos. Não sei se somos de todos os lugares, ou se seremos sempre de todos os lugares, mas eu sou de Lisboa. Sou cada vez mais de Lisboa mesmo quando a minha pronúncia continua a não ser em nada daqui. Lisboa é a minha casa. É cada vez mais a minha casa. Ainda bem que não deixei que os medos e as dúvidas me tirassem daqui. De tudo o que Lisboa é, só podia ser Lisboa.

5 Comentários

  • Reply
    Anónimo
    04/03/2016 at 09:11

    Adorei ler 🙂

  • Reply
    Ju.
    04/03/2016 at 12:07

    Gostei muito deste texto, até porque me identifiquei bastante com ele! Só precisava de trocar Lisboa por Porto e os dois últimos parágrafos quase podiam ter sido escritos por mim! :b
    Beijinho*

  • Reply
    Margarida
    04/03/2016 at 21:01

    Estás em Lisboa a estudar ou "vives" mesmo em Lisboa? Eu acho que todas as cidades têm a sua beleza, o seu encanto, mas acho que quando nos habituamos aos lugares, que começamos a conheço-los bem o suficiente para não nos perdermos começamos a esquecer-nos da sua beleza, e "desencantamo-nos" ou melhor, esquecemo-nos de nos encantar…

    http://blog-flor-mar.blogspot.pt/

    • Reply
      Sofia
      04/03/2016 at 23:10

      Estou a fazer universidade cá 🙂

  • Reply
    Joana Sousa
    06/03/2016 at 16:28

    É tão bom quando nos reconhecemos assim em algum lugar 🙂 eu fico assim no meu Porto. Mas reconheço que Lisboa tem uma luz especial, por isso percebo perfeitamente o que dizes. 🙂

    Jiji

share your theory

%d bloggers like this: