Até Riscar o Disco

Até Riscar o Disco #3

Eis o que aconteceu com a saída do Zayn Malik dos One Direction e posterior fim da banda: o Zayn publicou várias músicas meh, em que a única que gosto de ouvir é a que fez com a Taylor Swift. O Liam virou pai e lançou várias músicas más. O Niall lançou um primeiro álbum muito bom e, lá nas coisas dele, está a safar-se bem. O Harry virou a estrela que toda a gente sempre soube que ele seria e tem encontro marcado comigo (e com outras pessoas, vá) para Maio. E o Louis… bem, o Louis foi o que teve mais com que lidar.

Foi pai, perdeu a mãe, perdeu a irmã, perdeu-se. E teve de se encontrar. Testou várias coisas na música pop, mas nenhuma estava a assentar naquilo que eu achava que ele precisava de fazer. No final de Janeiro, publicou o primeiro álbum, Walls, que é um álbum bom e sólido. Não é tudo o que o Louis pode dar, mas é um álbum que mostra tudo o que foi a vida do Louis desde o último momento dos 1D.

Tenho ouvido muito o novo álbum e acredito que funciona muito bem, por isso há várias músicas de que gosto. No entanto, aquela que tem enchido os meus dias de uma forma mais consistente e sentimental é a música que dá o título ao álbum: Walls. Honestamente, estava a ver que nunca mais chegava o álbum do Louis!

Até Riscar o Disco é a nova rubrica do a Sofia world em que vou mostrar aquilo que ando a ouvir e adorar. Pode ser uma música, várias músicas ou mesmo um álbum. A rubrica não tem periodicidade definida, mas tem uma playlist no Spotify.

1 Comentário

  • Reply
    Andreia Morais
    11/02/2020 at 20:07

    Salvo erro, li a tua referência a este álbum no twitter e ando para o ouvir desde então. Tenho que tratar disso! Obrigada pela partilha *-*

share your theory

%d bloggers like this: