Sem categoria

LISBOA: ARCO DA RUA AUGUSTA

Arco da Rua Augusta - Lisboa
Subir ao Arco da Rua Augusta?
(…)
Check!

Devo ter dito dezenas de vezes tenho/temos de subir ao Arco da Rua Augusta! Sempre que passava no Terreiro do Paço, sempre que passava na Rua Augusta, sempre que pensava nas coisas que nunca fiz em Lisboa. Claro que, à semelhança de muitas coisas que ainda não fiz em Lisboa, as desculpas eram sempre semelhantes: não tenho tempo; não me apetece gastar dinheiro; agora não me apetece voltar para trás; etc. Até que, no início de Julho, os nossos planos saíram furados e demos por nós a andar sem destino, sem sabermos bem o que fazer. A maior parte dos museus e monumentos perto de nós estavam prestes a fechar e nós já estávamos a desanimar. Foi então que nos lembrámos de todas as vezes em que comentámos que tínhamos de subir ao Arco da Rua Augusta!

Arco da Rua Augusta - Lisboa

Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
É possível, desde 2013, subir ao Arco Triunfal. A entrada custa 2,5 € e podemos estar no local durante o tempo que quisermos… até à hora de fecho, claro! Subimos do rés-do-chão, onde se compram os bilhetes, até ao 2.º andar por elevador e depois temos escadas. As primeiras levam a uma sala, chamada Sala do Relógio, onde temos um painel com a história do Arco, e as segundas ao tão aguardado miradouro.
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
O Arco Triunfal da Rua Augusta começou a ser construído em 1775, como parte do projecto para reconstruir a cidade de Lisboa depois do terramoto de 1755. A primeira versão, que tinha apenas colunas, acabou por ser demolida dois anos depois, quando o Marquês de Pombal foi demitido. Em 1873 começou a sua reconstrução, que terminaria dois anos depois e que criou o Arco tal como o conhecemos. Quem olha para o Arco do Terreiro do Paço lê uma frase em latim, VIRTVTIBVS MAIORVM VT SIT OMNIBVS DOCVMENTO, algo que, traduzido, significa: Às Virtudes dos Maiores, para que sirva a todos de ensinamento.
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Além de termos sido recebidos com muito vento, ficámos fascinados com a vista de 360º. De um lado, o rio, a Margem Sul, a ponte. Do outro, as ruas de Lisboa. É impossível estar ali em cima e não gostar de Lisboa, tenho quase a certeza. Para nossa sorte, o espaço tinha poucas pessoas, pelo que todos podíamos circular à vontade e apreciar a vista do lado que preferíssemos, sem nos atropelarmos ou sentirmos que estávamos a estorvar.
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Arco da Rua Augusta - Lisboa
Já agora, outra curiosidade sobre o Arco da Rua Augusta. As esculturas que vemos são da autoria de Anatole Calmels e representam a figura feminina da Glória a coroar o Valor (uma mulher ao lado de um leão e de estandartes militares) e o Génio (um jovem com asas, com livros e palheta na mão esquerda e lira na direita).

Já subiram ao Arco da Rua Augusta?
Outras publicações sobre Lisboa.
Informações Úteis:
Horário
Todos os dias: 10h – 19h/21h*

*Normalmente, entre Novembro e Abril fecha às 19h; 
de Abril a Maio e de Setembro a Outubro fecha às 20h;
de Maio a Setembro fecha às 21h.
Bilhetes
2,5 €
Entrada gratuita para crianças até aos 5 anos
Localização
Rua Augusta, n.º 2 
(a entrada é do lado direito de quem vem do Terreiro do Paço)

7 Comentários

  • Reply
    Marisa
    09/08/2017 at 19:24

    Nunca subi, mas fiquei cheia de vontade. Para além de ser um local com história tem uma vista incrível, a avaliar pelas tuas fotos. Não sei se as minhas vertigens iriam gostar muito, mas deve valer a pena arriscar

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      09/08/2017 at 20:35

      Se puderes, experimenta! A parede do miradouro é bastante alta e larga, pelo que talvez não sintas tantas vertigens 🙂

  • Reply
    Marta Moura
    10/08/2017 at 09:09

    Muito em breve vou estar em Lisboa e acabaste de me dar uma excelente ideia! 🙂

  • Reply
    Maria Moreira Rato
    12/08/2017 at 16:39

    Sou lisboeta e nunca fiz isto, no entanto, já fiquei deslumbrada com as fotos que tiraste e com a frase em latim, sldofkgjfdk <3 Continua a dar-nos a conhecer estes cantinhos especiais, sim? :3

    Estranha Forma de Ser Jornalista
    http://estranhaformadeserjornalista.blogspot.pt/

  • Reply
    m-M
    22/08/2017 at 10:46

    Adorei lá ir 🙂

    Já faz um tempo, mas é daquelas experiências que realmente valem a pena – e as tuas fotos ficaram fantásticas.

    Beijinho,

  • Reply
    Carolayne T. R.
    26/08/2017 at 12:25

    Ora aqui está algo que quero fazer há algum tempo, mas à qual falho sempre devido às mesmas desculpas: não há dinheiro que cubra a atividade, nem tempo, embora reconheça que gaste estes dois recursos com coisas que não acrescentam em nada! Enfim, tenho de começar a priorizar aquilo que quero da vida! 😛
    Mas que vista deslumbrante! Por muitas fotografias que encontre do Arco, fico sempre encantada com a forma que a cidade adquire conforme cada olhar! As tuas fotografas estão muito bonitas, Sofia! Parabéns! ♥

    Beijinhos,
    LYNE

share your theory

%d bloggers like this: