Sem categoria

#10YEARSCHALLENGE: 4 COISAS QUE MUDARAM NOS BLOGS

4 coisas que mudaram nos blogs - 2009 vs. 2019 #10YearsChallenge
Não fazia parte dos meus planos partilhar um #10YearsChallenge. Além de não querer partilhar fotografias minhas em 2009, não acho que tenha assim tanto a dizer sobre esse ano. No entanto, cruzei-me com esta publicação do Simples Bella no Pinterest e decidi roubar a ideia. Okay, não totalmente, mas decidi falar de 5 coisas que eu fazia em 2009 nos blogs e que agora já não faço (provavelmente todos fazíamos e já não fazemos).

O BLOG NÃO ERA 100% PENSADO
É uma das coisas que a Nanda menciona no post dela e não podia adaptar-se melhor: o nome do blog, o conteúdo, até o template eram decididos quase por impulso, mesmo que o resultado fosse ter um fundo colorido ou com imagens. Sim, imagens! Eu cheguei a ter uma bola de espelhos como fundo quando o meu blog se chamava Confissões da Pista de Dança. Ah, sim, nós escolhíamos um nome mas esse nome podia não ser definitivo porque era provável que fosse algo escolhido de forma impulsa e pouco ponderada. Até as publicações não eram planeadas com tanta antecedência, nem eram pensadas ao pormenor.
Hoje em dia quando alguém quer começar um blog é possível que pesquise durante muito tempo sobre o assunto, que decida o nome e os conteúdos com antecedência, que dedique muito tempo ao template e até, quem sabe, compre um domínio, faça um plano estratégico e só coloque o blog disponível depois de muito tempo.
POUCAS OU NENHUMAS IMAGENS
Acho que a primeira fotografia que partilhei num blog foi uma da Dama, mas sei que partilhar imagens nas publicações era algo raro. Primeiro, durante muito tempo nem sequer era possível adicionar imagens. Depois, não era algo que partilhássemos muito. De vez em quando lá vinha uma fotografia, uma imagem de algum famoso ou de uma série, mas imagens era algo com que nos preocupávamos pouco. Mesmo que o texto fosse gigante, não havia imagens a quebrar a mancha de texto. Pelo que estive a ver, só a partir de 2010 comecei a usar mais imagens e não era em todas as publicações.
Agora já é muito raro haver publicações que não incluam pelo menos uma imagem. Quem gosta de/tem tempo para/sabe fotografar prepara as próprias imagens, quem não gosta de/não tem tempo para/não sabe fotografar opta por usar bancos de imagens gratuitas (ou rouba à descarada e nem dá crédito, mas isso são outras histórias). Seja qual for a hipótese, é muito raro alguém não partilhar imagens.
TEXTO DE 3 METROS OU DE 3 PALAVRAS? É O QUE APETECER
Às vezes lembro-me da época em que, para mim, um post podia ser só um vídeo do Youtube. Às vezes nem título dava à publicação. Outras vezes eram coisas de uma linha ou duas, só para partilhar algo que tinha mesmo de partilhar. E também havia textos gigantes. Aquilo que era certo é que não perdíamos tanto tempo a pensar se fazia sentido publicar aquilo, se tinha a ver com o nicho (what was that?), yada, yada, yada.

Claro que agora já não fazemos isso. Muitas vezes perdemos dias a trabalhar numa única publicação, outras vezes pensamos se faz sentido tendo em conta o que costumamos publicar e até tentamos adaptar aos conteúdos anteriores. Agora pensamos sempre no que estamos a publicar. Antes podíamos publicar baboseiras e só perceber mais tarde.
SEO? MOBILE? PARTILHAS?
Em 2009 ninguém pensava em adaptar os blogs ao ecrã de um telemóvel. Nem sequer se liam blogs no telemóvel. Eu não sabia o que era SEO nessa altura, provavelmente poucos sabiam. E eu não partilhava as publicações todas nas redes sociais. Acho que no Twitter sempre partilhei, mas no Facebook só partilhava às vezes. Tinha muita vergonha de o fazer e acho que só o fazia à vontade no Twitter porque sentia que lá cada um podia fazer o que quisesse que ninguém se chateava (bons tempos!).
Agora gosto muito de SEO, mas não escrevo para ele. Embora saia optimizar uma publicação. Não abro blogs no telemóvel se souber que não têm versão mobile (já são poucos os que não têm, felizmente) e quando faço um conteúdo partilho-o. Costumo ter sempre quem visite, mas mesmo que não o façam já não tenho vergonha de partilhar. Se mais ninguém meter gosto, sei que a minha mãe mete. <3 Ah, em 2009 a minha mãe não sabia o que era um blog e só aprendeu porque eu lhe falava da rainha Pipoca Mais Doce. Só muito depois soube que eu tinha um blog também.

Para o verdadeiro throwback a 2009, espreitem a minha playlist!

8 Comentários

  • Reply
    Suspiros da Bea
    24/01/2019 at 19:49

    Concordo com todas!! Nunca partilhava no Facebook, porque tinha vergonha que a minha família e amigos vissem. Era tudo post à toa e toda a gente colocava apenas vídeos sem acompanhar texto. Gostava mais desse tempo, agora parece que obrigatório fazer fotos bonitas e um texto todo pipi…

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      26/01/2019 at 15:52

      Eu gosto das fotos bonitas e do texto elaborado, mas às vezes também tenho saudades de quando parecia mais fácil publicar só porque sim.

  • Reply
    Andreia Morais
    24/01/2019 at 21:43

    É impressionante o quanto mudamos – nós e os blogues, neste caso – neste período de tempo.
    Por acaso, acho que sempre fiz por acrescentar fotografias às minhas publicações, mas o cuidado na seleção não era tão evidente. Com o tempo, comecei a estar mais atenta à qualidade e, hoje, tento criar as minhas.
    Quando me aventurei neste mundo blogosférico, também não tinha as coisas pensadas. Ia ao sabor do vento. Mas, atualmente, é bem diferente ahahah
    Acho que a única coisa que se mantém é saber muito pouco de SEO

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      26/01/2019 at 15:53

      Eu durante muito tempo usava mesmo poucas imagens. Para compensar escrevia muitas vezes…

  • Reply
    Cartas da Gleize
    25/01/2019 at 01:30

    Oi, Sofia.
    Gostei da postagem. Muito bom saber um pouquinho ou ter uma ideia de como eram os aspectos dos blogs acerca de dez anos. Eu não faço/fazia ideia de como era antes; posso dizer que ainda me considero uma novata em relação a blogs, pois o meu primeiro blog criei em 2017, e outros dois que eu tenho, em 2018; por isso fico sempre tentando imaginar como era antes de eu começar a fazer parte desse maravilhoso mundinho! 🙂

    ~Rose Gleize.
    cartasdagleize.blogspot.com

  • Reply
    Carolayne T. R.
    28/01/2019 at 15:10

    Que publicação mega engraçada, confesso ahah O teu tom é apenas teu e isso é belo! ♥
    Felizmente, muita coisa mudou para melhor e julgo ser de tamanha importância a nossa preocupação em adotar uma postura mais séria e profissional, no que toca à produção e partilha de conteúdo. Só demonstra amor e dedicação – na maior parte das vezes, não é verdade? 😛

    LYNE, IMPERIUM BLOG

share your theory

%d bloggers like this: