Sem categoria

UMA DÚZIA DE LIVROS: MAIS UM DIA DE VIDA

"Mais um dia de vida - Angola 1975", Ryszard Kapuscinski
Este livro veio parar à minha estante no final de 2015, por influência das aulas de Jornalismo Literário. Era para o ter lido na altura, mas a vida aconteceu e acabei por não o fazer e fui adiando. Quando vi que o tema de Abril do Uma Dúzia de Livros era um livro de um autor que nunca leste tive aqueles momentos de pânico: como assim? Um autor que nunca li? Depois lembrei-me deste livro, um dos poucos de capa dura que habitam cá em casa, e soube que tinha a minha escolha feita.

Mais um dia de vida – Angola 1975 é um relato do jornalista polaco Ryszard Kapuściński sobre um período crucial da história de Angola, nos últimos momentos antes de deixar de ser uma colónia portuguesa, num período de guerra. Ao ser um livro de jornalismo literário acaba por haver mais algum espaço para romantizar, algo que não aconteceria numa reportagem normal, mas não deixa de ser um livro que conta uma história importante.
Não reli nada sobre a história de Angola antes de começar o livro e houve apenas um ou outro momento em que tive de puxar mais pela cabeça para contextualizar, no entanto, no final, há um resumo histórico sobre o país, o que achei muito útil. Mais um dia de vida é um livro curto, bem escrito e preenchido. Talvez fique óbvia a posição de Kapuściński em relação à guerra e aos movimentos que se viam em Angola, mas a forma como ele conta aquele período de tempo não deixa de ser admirável.
É um livro que consegue agradar a muita gente: a quem gosta de Jornalismo, a quem gosta de História, a quem gosta de saber mais sobre o mundo. Tenho tido sorte com as escolhas para o Uma Dúzia de Livros, é verdade, e este é mais um dos exemplos disso.
Título original: Jeszcze dzień życia
Título em português: Mais um Dia de Vida – Angola 1975
Autor: Ryszard Kapuściński
Ano: 1976 [edição de 2015]



Uma Dúzia de Livros é um projecto original da Rita da Nova. Podem saber mais aqui.

6 Comentários

share your theory

%d bloggers like this: