Música

Ornatos Violeta no Campo Pequeno

Ornatos Violeta

Diz-te a canção do medo
Vê se um dia o tempo não vos traz
Mas perde a noção do tempo
Quando eu amo é sempre devagar

Não haverá muito que se consiga dizer quando nos deixamos absorver pela música e nos permitimos só ouvir, só sentir. É fechar os olhos e ouvir os versos, sentir cada batida, cada nota. Depois de muitos desencontros, quando finalmente conseguimos encontrar quem queremos é impossível colocar todos os sentimentos em palavras.

Ontem foi — finalmente — noite de Ornatos Violeta no Campo Pequeno. Ver os Ornatos parecia algo impossível. Sempre que anunciavam que se iam juntar novamente para concertos havia algo que me impedia de ir. Quando a oportunidade se proporcionou era agora ou nunca. Foi ontem. Foi para sempre.

Em duas horas de concerto, num palco 360º fixo, tivemos direito a três encores e a matar saudades, a ouvir saudades. Já o fiz muitas vezes, mas desta vez não vou tentar passar tudo aquilo que aconteceu neste concerto. Honestamente, estava tão contente por estar ali e por ter a oportunidade de ver os Ornatos Violeta que não há forma de colocar tudo em palavras. Acima de tudo, a música marcou a noite. E não é isso que faz as grandes noites?

Chegámos ao fim da canção
E páro um pouco p’ra dormir.

4 Comentários

share your theory

%d bloggers like this: