Música Reviews de Livros

5 álbuns para ouvir enquanto lês Sobreviventes

19/10/2020
sobreviventes pedro de freitas branco

Quando a Andreia me apresentou a ideia para o projecto Portugalid[arte] voluntariei-me logo para escrever sobre o livro que estava a ler na altura: Sobreviventes – O Rock em Portugal na era do vinil, de Pedro de Freitas Branco. Depois de ter entregado o texto e de ter saído a primeira edição, comecei a pensar noutra abordagem que podia ter feito e esta publicação ganhou vida.

 

Esta publicação inclui links de afiliados.

 

Sobreviventes: um livro de História com memórias

Se não estou em erro, foi uma publicação do Toli César Machado que me deu a conhecer este livro. Uns tempos depois estava a folheá-lo numa livraria e trouxe-o para casa. Sobreviventes fala sobre a história do rock em Portugal nas décadas de 1960, 1970 e 1980 (e um bocadinho dos anos 90), sendo que cada década corresponde a um capítulo.

Percebe-se de início a relação do autor com o tema, uma vez que o pai do Pedro de Freitas Branco fazia parte de um grupo chamado Os Claves, uma das bandas que revolucionou o ié-ié. O factor biográfico acaba por se sentir várias vezes ao longo do livro, mas, para mim, não foi um motivo de afastamento.

Não é um livro exaustivo, mas achei-o completo o suficiente para conseguir resumir aqueles anos em que o rock começou a fazer-se ouvir por Portugal. Seriam necessárias muitas mais páginas para fazer uma biografia extremamente completa, mas o resumo é muito bom e tem vários testemunhos de artistas.

5 álbuns para ouvir enquanto lês Sobreviventes

No meu artigo para o Portugalid[arte] optei por falar das curiosidades literárias à volta deste livro, mas entretanto lembrei-me de uma publicação que fiz a propósito do lançamento do Tranquility Base Hotel + Casino, dos Arctic Monkeys, e decidi fazer o processo contrário: trazer cinco álbuns para ouvir enquanto se lê Sobreviventes.

Escolher estes cinco livros foi inacreditavelmente rápido para mim. Em poucos minutos tinha já decidido quais os livros que ia incluir nesta publicação e desde que apontei a ideia não mudei a lista de álbuns escolhidos.

Ar de Rock, Rui Veloso (1980)

O que seria desta lista se não incluísse aquele que é considerado o pai do rock português? Gosto muito da música do Rui Veloso e não deixo de me espantar sempre que presto mais atenção às letras e ao ritmo das músicas. Pai, padrasto ou até filho do rock português, aquilo que Ar de Rock, um álbum de 1980, trouxe à música portuguesa é inestimável. Deste trabalho gosto especialmente da música Sei de uma camponesa.

Os Sobreviventes, Sérgio Godinho (1971)

Escolhi este álbum do Sérgio Godinho porque dá título ao livro e porque também sinto que é um álbum que, de certa forma, ajuda a contar a história dos últimos anos de ditadura. Aliás, acho que a música do Sérgio Godinho consegue sempre cruzar-se com a História, de forma mais ou menos óbvia.

Anjo da Guarda, António Variações (1982)

Em que género musical inseririas António Variações? Podia dizer pop, mas seria redutor. Podia dizer só rock, mas também não é totalmente verdade. Acho que, nas poucas gravações que deixou, Variações conseguiu brincar com vários estilos e é absolutamente impossível falar da música portuguesa dos anos 80 sem falar dele.

Quarteto 1111, Quarteto 1111 (1970)

Também aconteceu estar a ler Sobreviventes e perceber que não conhecia os artistas mencionados (a maior parte dos grupos ié-ié) ou que não me lembrava de alguma vez ter ouvido um álbum completo de outros. Foi o caso do Quarteto 1111. Sei quem eram, lembro-me de ler, há muitos anos, uns artigos sobre eles na revista Blitz e percebi que nunca ouvi um álbum deles.

Psicopátria, GNR (1982)

Achavas mesmo que esta lista ficava completa sem a melhor banda portuguesa? A sério que achavas? Porra, que desilusão! Obviamente, não podia esquecer os GNR nesta lista. Escolhi o Psicopátria, mas podia ter escolhido qualquer outro. No entanto há uma modernidade, uns pós modernos, que dão a este álbum uma alma ainda mais rockeira.

Haverá, certamente, mais álbuns portugueses desta época merecedores de serem ouvidos, mas o objectivo era mesmo falar-te apenas de alguns deles e deixar-te com vontade de, por livre vontade, ir procurar outros. Fica o desafio: quais são os teus álbuns portugueses preferidos das décadas abordadas neste livro?

Título original: Sobreviventes – o Rock em Portugal na era do vinil
Autor: Pedro de Freitas Branco
Ano: 2019

Comprar*: Wook

*ao comprares através destes links eu ganho uma comissão

  • Reply
    Andreia Morais
    19/10/2020 at 19:48

    Esta abordagem também ficou incrível! E é claro que já vou ouvir os álbuns que não conhecia *-*
    Quero tanto ler este livro, porque, como eterna apaixonada por música, sinto que vou ficar maravilhada com cada detalhe.

share your theory

%d bloggers like this: