Diário de Sofia

a primeira regra do fight club

18/07/2022

Não sei se alguma vez viste o Fight Club, mas a primeira regra do Fight Club é que não se fala sobre o Fight Club portanto não vou falar-te do Fight Club. Em vez disso, vou falar-te de outro tipo de clube de combate: o tipo de clube do combate em que se entra quando se tem uma relação casual.

Se calhar chamar-lhe clube de combate é um exagero… é que se a relação em que entras envolve porrada deve haver alguma coisa de errado. No entanto, de certa forma, é um clube de combate entre as expectativas e a realidade, entre o racional e o emocional.

Não sei quanto a ti, mas eu não tenho gosto nenhum em me apaixonar. Conheço esta história de cor: Sofia conhece rapaz > Sofia começa a achar o rapaz interessante > o rapaz dá atenção > Sofia apaixona-se > o rapaz não se apaixona ou o rapaz dá com os pés ou o rapaz simplesmente vai embora > Sofia fica de coração partido. Estás a perceber a situação, certo? Só que há aqui um pormenor: numa relação casual não há sentimentos envolvidos. Essa devia ser a primeira regra do clube de combate das relações casuais: sem sentimentos.

Agora vem o problema. Quanto tempo se consegue manter uma relação casual sem que surjam sentimentos? Isto é uma pergunta retórica, claro. É impossível dar uma resposta exacta porque depende de cada um. A minha resposta, totalmente aleatória, claro, seria: para aí 50 dias. Depois desses 50 dias — aleatórios, não esquecer — é muito provável que surjam sentimentos. E quando surgem sentimentos o casual complica-se. Não há volta a dar. Porque vai haver sempre uma parte de ti que tem de lidar com os sentimentos, quer queiras quer não.

Então qual é a primeira regra deste fight club? É simples: ser honesto. Sim, tem de haver honestidade com a outra pessoa, mas, mais importante do que isso, tem de haver honestidade contigo próprio. É preciso seres honesto em relação ao que sentes, às expectativas perante o que sentes e perante o tipo de relação que tens. Porque no momento em que os teus sentimentos começarem a levar a melhor de ti vais precisar de ter plena consciência do que queres e de por que motivo o queres.

A tua relação casual pode nunca passar disso mesmo: de algo casual. Se calhar nunca vão conhecer a família um do outro e se conhecerem amigos vai ser meio acidental. Se calhar, a certo ponto vais querer mais. Se calhar, vais ter o coração partido — e até podes ser tu própria a parti-lo. Se calhar todos os sentimentos que surjam de um lado ou de outro podem não ser suficientes. Mas se calhar também nunca vais querer algo mais do que o que tens. Se calhar vais ter dificuldade em separar o que sentes daquilo que tens.

É por isso mesmo que a primeira regra deste fight club é a honestidade. Se fores honesto contigo próprio vais ter metade das questões resolvidas. Depois é seres honesto com a outra pessoa e esperar que ela também o seja contigo. Na verdade, esta é a primeira regra do fight club das relações no geral — casuais ou não, amorosas ou não. Porque nada entre duas pessoas pode funcionar se não conseguirmos ser honestos sobre o que sentimos. Mesmo que queiramos evitar admitir sentimentos, mesmo que tenhamos medo do resultado desses sentimentos.

  • Reply
    Tri
    18/07/2022 at 11:07

    Gostei deste ponto de vista e, concordo, não conseguimos manter a causalidade da relação sem envolver sentimentos, durante muito tempo.
    (a menos que tenhas uma pedra no lugar do coração. Aí sim=D)

  • Reply
    Andreia Morais
    18/07/2022 at 19:38

    Ainda não tinha começado o texto e estava a pensar, para mim, que a primeira regra deveria ser a honestidade, porque só assim vamos compreender aquilo que queremos e aquilo que estamos dispostos a dar ao outro. Não podia haver melhor sintonia 😀

share your theory

%d bloggers like this: