Aldeias Históricas Fotografia

Aldeias Históricas de Portugal: Marialva

29/07/2020
Marialva Aldeias Históricas de Portugal

Assim que estacionámos o carro, cruzámo-nos com dois habitantes de Marialva, que logo começaram a conversar connosco, interessados em saber de onde vínhamos. Acho que é esta forma de ser que melhor pode definir esta aldeia: é uma aldeia acolhedora, pronta a receber quem por lá passa.

Depois de te ter apresentado as Aldeias Históricas de Portugal, está na altura de te começar a mostrar as visitas que já fiz. Em Setembro do ano passado, consegui três dias de férias merecidas e decidimos, em família, visitar a aldeia que eu já pedia para visitar há largos meses: Marialva.

Acabámos por deixar o carro um bocado longe do Castelo, o que foi um erro de principiante que não pesquisou antes de ir e que, por isso, não sabia que dava para estacionar perfeitamente muito mais perto do Castelo. Não é grave: a caminhada foi boa para ver também a paisagem e conhecer um bocadinho melhor Marialva.

Ao lado do Castelo está o Posto de Turismo, onde podes pedir mapas e folhetos e onde tens de pagar a entrada no Castelo, que custa 1,50 € por pessoa. Tive receio de que a entrada da Lady fosse proibida, mas não houve qualquer problema e ela pôde fazer a visita connosco. Vamos então conhecer Marialva.

lady e sofia em marialva

Marialva: um pedaço de História

Marialva é uma aldeia do concelho da Mêda, no distrito da Guarda. Nos Censos de 2011 tinha 255 habitantes. Apesar de hoje em dia parecer uma aldeia pequena, bem no Interior de Portugal, há séculos de História para contar neste lugar, desde que foi ocupada pela primeira vez até aos dias de hoje.

Ao que tudo indica as origens de Marialva vêm do século VI a.C., quando ali existia a Cidade de Aravor, fundada pelos Túrdulos. Mais tarde, foi ocupada pelos Romanos, que lhe chamaram Civitas Aravorum. A primeira ocupação cristã foi dos Godos, que lhe chamaram São Justo, e logo depois foi a vez da ocupação árabe, que lhe deu o nome Malva. Em 1063, D. Fernando Magno, de Leão, reconquistou-a e deu-lhe o nome que ainda hoje tem: Marialva.

Quando começou a Reconquista e, assim, a expansão do Condado Portucalense, ficou despovoada, mas D. Afonso Henriques mandou que fosse repovoada e deu-lhe o primeiro foral em 1179. A localização de Marialva sempre foi de grande relevância, por estar perto da fronteira. Esta importância era tão notória que Marialva foi sede de concelho até 1855, data em que passou a fazer parte do concelho de Vila Nova de Foz Côa. Em 1872 passaria ao concelho da Mêda, onde pertence actualmente.

Marialva aldeia