Fim de Ano

2021: Favoritos do Ano

27/12/2021

Sinto-me muito repetitiva, mas depois de outro ano que pareceu muitos, eis-nos chegados àquela altura do ano: a altura das retrospectivas. Adoptei o modelo do ano passado e vou falar-te das músicas, séries, filmes, documentários e pequenas coisas aleatórias que fizeram o meu 2021. Os livros, já sabes, têm uma publicação só para eles, a sair depois de amanhã.

Top 3 Séries

Vi poucas séries este ano. Umas vi com atraso. Outras comecei e nunca acabei. Enfim, foi o que a vida de trabalhadora permitiu. Dentro de todas as séries que vi, senti que só três é que foram realmente marcantes, portanto… lá se foi a ideia dos top 5!

Favoritas de 2021:
Only Murders in The Building
The Crown (4.ª temporada)
My Next Guest Needs No Introduction (3.ª temporada)

Outras que vi em 2021:
Squid Game | Arrested Development | High School Musical: The Musical: The Series | La Casa de Papel (5.ª temporada) | Emily in Paris (2.ª temporada)

Fiquei a meio de…
Nine Perfect Strangers | One Day At a Time | New Girl (esta estou a rever com a minha mãe, por isso demora mais tempo)

Top 5 Filmes

Posso não ter passado tanto tempo a ver séries quanto costumo, mas, no caso dos filmes, não posso queixar-me. Não vi muitos, é certo, mas eu já vejo tão poucos que considero sempre que ver filmes é uma vitória. Do que vi, destaco quatro filmes.

Favoritos de 2021:
tick, tick… BOOM!
Karate Kid
All Too Well: The Short Film
Luca

Mais alguns que vi em 2021 e que até gostei:
Nick & Norah’s Infinite Playlist | The Last Letter From Your Lover | Cruella | UP!

Top 5 Documentários et al

Vi muitas coisas fixes ao nível de documentários e cenas do género. A música foi predominante, mas, curiosamente, houve espaço para um documentário de futebol e para um documentário sobre o qual acabei a escrever um ensaio.

Favoritos de 2021:
The Beatles: Get Back
McCartney 3, 2, 1
Fernando Torres: The Last Symbol
Meeting The Man: James Baldwin in Paris
Adele: One Night Only

Top 5 Podcasts

De acordo com o Spotify, o podcast que mais ouvi este ano foi o On Purpose, do Jay Shetty. Não ligo muito a coisas de auto-ajuda, mas confesso que, quando elas são mais de auto-conhecimento e de inspiração, até gosto e o podcast do Shetty tem ajudado muito, principalmente em inspiração. Depois, foram os mesmos de sempre.

Favoritos de 2021:
On Purpose, do Jay Shetty
Terapia de Casal, da Rita da Nova e do Guilherme Fonseca
Sozinho em Casa, do Guilherme Geirinhas
Renegades: Born in the USA, do Barack Obama e do Bruce Springsteen
O dia em que o século começou, do Expresso

Top 5 Álbuns

Vou tentar não ser muito monotemática na parte musical, mas… como não ser? A Taylor foi a artista mais ouvida do meu ano, com uma larga margem em relação ao resto dos artistas. O folklore continuou a ser o álbum mais ouvido de vários meses e quando o Verão chegou ao fim veio a vontade de ouvir o evermore vezes e vezes sem conta. Depois, claro, as regravações. Estes foram os meus álbuns preferidos do ano

Favoritos de 2021:
Red (Taylor’s Version), da Taylor Swift
Solar Power, da Lorde
Realidade, do Zé Manel
Take The Sadness Out of Saturday Night, dos Bleachers
Happier Than Ever, da Billie Eilish

Top 5 Músicas

Em Setembro, numa visita à Fnac, ouvi uma música tocar e fiquei apaixonada. O Shazam disse-me que era dos Bombay Bicycle Club e eu agradeci ao universo a descoberta. Ainda assim, claro que a incrível All Too Well (10 Minute Version) (Taylor’s Version) (From The Vault) tinha de encabeçar esta lista. Não era possível de outra forma.

Top Aleatório

O ano fica marcado pela compra de casa, obviamente, mas há espaço para outras coisas, nem todas materiais. Estas foram as que mais marcaram o meu 2021.

Favoritos de 2021:
Mi 10T Pro
Feira do Livro do Porto
#CostaLimaPlace
Neve
Sócia do FC Porto

2015 | 2017 | 2018 | 2019 | 2020

  • Reply
    Andreia Morais
    27/12/2021 at 20:10

    Uma bela lista de favoritos *-*
    Tenho imensa curiosidade em relação a Only Murders in The Building. E qualquer dia tenho de rever o Karate Kid. Fiquei encantada com o documentário da Adele, porque acho que se nota um crescimento enorme e porque consegue ler-nos a alma – se calhar por isso, mesmo estando à espera de outro registo no 30, tenha gostado tanto da sua sequência musical.
    Farto-me de rir a ouvir o Terapia de Casal, ainda bem que se aventuraram num podcast.
    O álbum do Zé Manel e o álbum da Billie Eilish também me marcaram 🙂

    Que venha 2022 para mais momentos incríveis!

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      28/12/2021 at 11:50

      Um 2022 com momentos incríveis, com a nossa pavlova e com mais sintonias culturais! 😍

share your theory

%d bloggers like this: