Conta-me Histórias

O fim do Conta-me Histórias

Chegou ao fim a primeira temporada do projecto Conta-me Histórias. Digo primeira porque antevê a possibilidade de uma segunda, embora possa não acontecer. Para concluir a temporada, achei que fazia sentido fazer uma retrospectiva e meditar sobre o projecto.

Honestamente, o projecto não correu como eu esperava. Mas já lá vamos. Primeiro vamos a algumas estatísticas.

O conto mais longo tem...

0
palavras

O conto mais curto tem...

0
palavras

O conto mais lido foi...

pedro e rodrigo [1]

O conto de que mais gostei foi...

aquele verão

De 12 contos em 12 meses a 13 contos em 15 meses

Apesar de ter apresentado o Conta-me Histórias como um projecto de 12 contos em 12 meses na verdade devia ter dito 13 contos em 12 meses. Sempre soube que seriam 13 contos. A ideia seria haver dois contos em Dezembro, um deles de Natal. Quando Dezembro chegou acabei por partilhar o conto de Natal apenas através da newsletter do blog

O 13.º conto

Este conto extra, natalício, era inicialmente para ser apenas para subscritores, no entanto achei que não fazia sentido fechar o projecto sem o apresentar ao público. Apesar de estarmos longe do Natal, se quiseres ficar a conhecer este conto, podes encontrá-lo na página do projecto ou através deste botão:

O bom, o mau e o Goodreads

A grande motivação para este projecto sempre foi poder mostrar a evolução na minha escrita, demarcar-me dos livros que tinha publicado e finalmente mostrar ao mundo que escrevo muito melhor agora. No entanto havia mais para lá desta motivação. Se as pessoas soubessem como escrevo agora talvez se interessassem em próximos possíveis livros que eu publicasse porque já tinham uma forma de conhecer a minha escrita, de forma gratuita.

Honestamente, perdi esta segunda parte da motivação ao longo do projecto. O projecto não teve tanta gente a ler quanto eu achei que teria. Parte disto foi culpa minha, claro. Quando comecei a não seguir o cronograma de um conto por mês isto descambou um bocadinho.

Ainda assim, o saldo é positivo. Publiquei 13 contos de registos e histórias diferentes. O mais lido chegou a cerca de 200 pessoas, o que é excelente. Os restantes acabaram por ficar longe desse número, mas há algo que adoro neste projecto: é intemporal. Não importa se o lês de imediato ou se o começas a ler um ano depois. No fundo, é como os livros. Não perde o prazo de validade.

Também por isso, achei que fazia sentido incluir o projecto no Goodreads. Lá podes adicioná-lo às tuas estantes, avaliá-lo e escrever o teu comentário. Gostava muito de que o fizesses e, claro, se fizer sentido, era uma excelente ajuda se o recomendasses a outras pessoas que aches que iam gostar deste projecto.

E por fim...

Eu não sei quando ou se voltarei a publicar contos por aqui. Tenho uma ideia de escrita que gostava de desenvolver, mas ainda não sei como nem quando. Sei, isso sim, que será diferente deste projecto. Até lá, podes ler e reler estes contos. Certamente irei promovê-lo novamente no Facebook (a última promoção correu muito bem) e vou, para já, dedicar-me a outras actividades de escrita.

Por fim: obrigada. Obrigada por teres acompanhado o projecto, teres lido os contos e teres apoiado, história após história, cada conto.

4 Comentários

  • Reply
    Diogo Simões
    30/03/2020 at 23:10

    Adorei o projeto e espero por ver o que farás com esta aprendizagem. Tenho uma questão: o que aprendeste com o Medium e te fez começar a publicar no blog e não lá?

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      31/03/2020 at 15:07

      O Medium é muito fixe e vou, sem dúvida, continuar a escrever lá. Mas quando mudei para o WordPress e comecei a construir a página para o Conta-me Histórias achei que ficava mais fixe ter os contos todos juntos e gerar tráfego aqui. Até porque isso me permite ter, em todos os contos, um botão para as publicações sobre os bastidores do conto e, assim, ter todo o projecto reunido num só local.

  • Reply
    Andreia Morais
    31/03/2020 at 21:02

    «Digo primeira porque antevê a possibilidade de uma segunda»: vou pôr uma velinha para que isso aconteça!
    Sei que a nível pessoal, o ego fica sempre beliscado quando não cumprimos o objetivo como o idealizamos, mas acho mesmo que teres continuado a dar forma ao projeto [mesmo que não saísse um conto por mês] foi louvável. Mesmo não tendo lido todos os contos na altura exata da partilha, foi um gosto tremendo descobri-los. E espero que mais pessoas descubram este Conta-me Histórias. Mereces <3

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      04/04/2020 at 22:04

      Muito obrigada por todos os comentários e por todo o apoio ao longo de todo o projecto! ??

share your theory

%d bloggers like this: