Retrospectiva Mensal

Abril, Emergências Mil

01/05/2020
Abril 2020

Este ano, Abril fez justiça ao ditado popular e não só trouxe águas mil como trouxe emergências mil. Passámos Abril inteiro em estado de emergência e terminámo-lo a saber que vamos passar a estado de calamidade.

Não aconteceu muito em Abril, pelo menos não aconteceu muito fora da esfera coronavírus. Aquilo que mais terá marcado o mês foi a libertação de Rui Pinto, o hacker preferido de alguns portugueses. Depois de mais de um ano de prisão preventiva, Rui Pinto passou a prisão domiciliária e a polícia portuguesa decidiu, séculos depois de outras polícias europeias, aceitar a colaboração do whistleblower.

Ficámos ainda a saber que, numa semana, as vendas de livros afundaram mais de 60%, piorando a crise literária que já se vivia em Portugal. As pequenas livrarias são as que mais sofrem, claro, e assim surgiu a RELI – Rede de Livrarias Independentes. A cultura poderá ser um dos sectores que mais vai sofrer com o coronavírus, no entanto todos os pequenos negócios podem esperar dias difíceis. Continuem a dizer que vai ficar tudo bem, continuem…

Aquilo que de melhor aconteceu em Abril talvez tenha sido a telescola. Talvez não tanto para os alunos, mas para o resto das pessoas. Que maravilha é esta de ligar a televisão na RTP Memória e ter tantas aulas interessantes? Quase dá vontade de ter isto todos os dias, todo o ano.

Ah, mas claro, é necessário dar o devido destaque ao Desafio Estante Cápsula. A Andreia desafiou várias pessoas a celebrar o Dia Mundial do Livro com este desafio. Além de agradecer o convite, acho que vale a pena passares pelo blog da Andreia e ver como ficaram as outras estantes.

O que li

"Agora mais do que nunca: não deveria existir um serviço público e universal de internet?"

#twitterchatpt: Covid-19 e a saúde mental

"Campeão de Roland Garros está a trabalhar num supermercado enquanto o ténis não volta"

As aulas à distância e a telescola motivaram um artigo no Shifter sobre o acesso à internet.

No dia 9 de Abril, o #twitterchatpt foi dedicado à saúde mental, focando-se neste tempo de pandemia.

Sabes aqueles exemplos que te fazem sentir esperança na humanidade e te aquecem o coração? Foi isto.

O que vi

Foi mês de maratona! Começámos dia 4 e terminámos no dia 30. Sete temporadas de Brooklyn Nine-Nine durante o mês de Abril. Andava para ver a série há algum tempo, mas ainda não tinha calhado. Acabámos por ver em família e ficámos rendidas ao detective Peralta e companhia, principalmente ao Cheddar. As seis primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix.

Também na Netflix, depois de ver a nova temporada de La Casa de Papel num instante, vi o documentário La Casa de Papel: El Fenómeno. Se a temporada deixou muitas vezes algo a desejar, o documentário foi mais interessante, principalmente para quem gosta de conhecer os bastidores.

Já falei da iniciativa FC Porto em Casa, mas avisei logo que voltaria a ela. Este programa que o FC Porto tem feito, com convidados do universo portista, tem sido uma boa forma de matar saudades do futebol. Um dos meus preferidos até ao momento é o programa que juntou Gonçalo Paciência, Diogo Dalot, Ruben Neves e Castro.

Em breve, um pouco por todo o mundo, começarão a surgir trabalhos de ficção inspirados neste mês, neste ano. Abril foi realmente um mês diferente de tudo aquilo que já tínhamos vivido. Vamos ver se Maio não dá cabo de todo o esforço feito em Abril.

  • Reply
    Mary
    01/05/2020 at 12:30

    Abril foi realmente diferente de tudo aquilo que já vivemos, mas pronto. Por cá houve muitooooos dias difíceis, mas também sinto que houve coisas boas a acontecer, por exemplo, ver as séries e os filmes que andava a adiar há anos :p
    Vamos mesmo esperar que não se estrague tudo em Maio, é ter esperança <3

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      02/05/2020 at 22:04

      É verdade. Acho que o tempo para outras coisas é o que torna a parte difícil um bocadinho mais suportável.

  • Reply
    Andreia Morais
    01/05/2020 at 21:16

    A RELI foi mesmo das criações mais bonitas, adoro *-*
    Embora não consiga acompanhar a generalidade das aulas, porque estou em videochamada com a criançada, sinto que estou a fazer um trabalho louvável com a telescola.
    Tão bom fazer parte do teu mês. E de te ter tido no Estante Cápsula. Nunca terei palavras suficientes para agradecer <3
    Só tinha visto episódios soltos de Brooklyn Nine-Nine, mas foi daquelas séries que me conquistou logo. E acho que vou tentar vê-la como deve ser agora em maio. Quando a La Casa de Papel, embora as duas últimas temporadas não tenham sido surpreendentes, porque a fórmula já não é uma novidade, gostei bastante. Porque explorou um lado mais emocional. Tenho que ver o documentário
    Essa conversa no FC Porto em casa foi tão especial. Que saudades!

    • Reply
      Sofia Costa Lima
      02/05/2020 at 22:05

      Recomendo muito Brooklyn Nine-Nine! Não há um episódio mau na série!

share your theory

%d bloggers like this: