Futebol Clube do Porto Vida

Não é só futebol: Uma lição para a vida vinda da época 2019/20

futebol clube do porto

Sei o que estás a pensar: lá vem ela falar de futebol outra vez. Sim, cá venho eu falar de futebol outra vez. Mas desta vez quero falar sobre mais além do futebol: quero falar da lição para a vida que a época 2019/20 me deu.

Já escrevi sobre alguns dos sentimentos da época, e a final da Taça de Portugal, ontem, dia 1, conseguiu ser o retrato quase exacto de toda a época. Não foi uma época regular. Começou em baixo, subiu e, a partir daí, andou ali num sobe-desce-sobe. O último jogo foi em baixo, mas já éramos campeões.

Esta final da Taça começou morna. Meia hora depois desceu. Um jogador foi expulso e isso podia ter sentenciado o resto do jogo. O treinador foi expulso e isso podia ter matado o jogo. Mas o Porto não se rende, o Porto não se deixa ficar em baixo. As coisas estão más e complicadas? Há uma raça de dragão que é atacado e fica ferido, mas ainda cospe fogo. O Porto cuspiu fogo. Foi para intervalo e veio para marcar dois golos e mostrar que podemos jogar com 10 que ganhamos a 11 (ou 12 ou 13). Isto só acontece porque há resiliência.

Durante uns tempos, resiliência era um termo que se via por todo o lado. Yada, yada, yada, temos de ser resilientes. Yada, yada, yada, queremos recrutar alguém que é resiliente. Yada. Yada. Yada.

A resiliência é, sim, uma característica importante e a época 2019/20 foi, para o Futebol Clube do Porto, uma época de resiliência. E esta é a maior lição da época.

Desde começar a época a perder a estar a vários pontos do primeiro lugar. Desde frustração dentro da equipa a frustração dentro dos adeptos. Desde perder a Taça da Liga depois do minuto 90 a parar o campeonato por causa da pandemia. Voltou com 10 jogos para jogar e nem todos foram bons. Perdemos na última jornada. Chegámos à final da Taça com uma equipa desejosa da dobradinha. Mas precisávamos de mostrar mais uma vez que conseguíamos dar a volta. Demos a volta.

Não foi só futebol. Foi mais do que futebol. Esta época ensinou-nos a acreditar, a lutar, a suar, a não desistir. Ensinou-nos o que é resiliência. Quando falar da época 2019/2020 vou lembrar sempre o quanto custou… e como soube ainda melhor por isso. Isto é ser Porto. O resto é barulho de fundo.

4 Comentários

share your theory

%d bloggers like this: